Enfermagem, Curso Técnico ou Graduação?

 Uma dúvida clássica de qualquer estudante que cursa ou terminou o ensino médio é que caminho escolher no futuro próximo: "Devo fazer curso técnico ou faculdade? Qual é a melhor opção?". Em uma reportagem recente vinculada no Fantástico da TV Globo, o colunista, palestrante e escritor Max Gehringer alertava para o crescente número de jovens entre 17 e 25 anos com formação superior engessando as filas de desempregados no país de um lado e de outro a falta de profissionais com nível técnico. Segundo Gehringer as empresas dizem que as vagas existem, o que falta é candidatos qualificados.  

Histórico

Como no Brasil vigorou por muito tempo a crença de que era preciso fazer uma faculdade para conseguir melhores oportunidades no mercado de trabalho, proliferaram cursos de graduação que nem sempre oferecem as qualificações consideradas vitais pelas empresas. "Muita gente passou a achar que valia mais a pena fazer qualquer faculdade do que um curso técnico - e isso não é verdade", comentou Márcia Almstrom, diretora de Recursos Humanos da consultoria ManpowerGroup em uma reportagem da BBC Brasil.

Regra Geral

Ainda segundo a diretora de RH da ManPowerGroup, a regra geral é de que vale mais um bom curso técnico, com as qualificações que as empresas estão precisando, do que um curso superior de pouca qualidade em áreas de humanas que pouco atendem as necessidades do mercado. Uma pesquisa da consultoria ManpowerGroup de 2019 demonstrou como no Brasil o grande problema das empresas é justamente preencher as vagas de técnicos. Ou seja, percebe-se na prática que quem faz um curso técnico consegue um melhor posicionamento no mercado e também uma chance maior de receber melhor - quanto maior a demanda por um profissional, maior a capacidade dele de negociar salários maiores. Por isso mesmo uma vantagem do ensino técnico é que ele não apenas acelera a trajetória do profissional que opta por ele como também pode preparar melhor esta pessoa para o ensino superior - se este for o caminho futuro que a pessoa definir para si. Muitos formados em cursos técnicos começam a trabalhar e conseguem pagar o investimento numa faculdade com os rendimentos da atividade de técnico, além do mais o jovem pode ingressar em um curso técnico antes mesmo de concluir o Ensino Médio, diferente da graduação, que ele só poderá ingressar após a conclusão da Educação Básica.

E quanto a área da Enfermagem? 

Segundo a Coordenadora do Curso Técnico em Enfermagem do Instituto Genoma, Enfermeira Juliana Brandão, as Instituições de Saúde precisam com urgência de bons profissionais técnicos. Enquanto que para cada 8 pacientes é necessário apenas um enfermeiro, a cada 2 leitos é contratado um técnico em enfermagem, e isso em cada turno. Não restam dúvidas que o número de técnicos necessários em uma Unidade de Terapia Intensiva é bem maior do que o número de enfermeiros. Para a Professora Juliana, os profissionais técnicos em enfermagem, conseguem muito mais experiência na área e ao optarem depois por uma graduação em Enfermagem, esses alunos, já durante a faculdade, tem muito mais vivência de mercado do que seus colegas que não fizeram um curso técnico.  

Matricule-se agora no curso que mais emprega na área da saúde!